Vereador Nando manifesta apoio a investimentos em Barra Velha


Parlamentar progressista cobra maior discussão sobre condomínio horizontal, e diz que se há incorreções em sistema de tubulação na obra de condomínio, esse fato não inviabiliza o investimento.

O vereador Adailton Manoel Bernardina, o Nando (PP), focou o seu discurso na sessão plenária do dia 6 de julho em Barra Velha abordando questões relativas aos investimentos e crescimento econômico da cidade, abordando dois temas principais: a polêmica envolvendo o sistema de drenagem pluvial da construtora responsável por torres de apartamentos em obras entre as praias do Tabuleiro e Itajuba, e a proposta de construção de um condomínio horizontal em Barra Velha. De acordo com Nando, é precipitado dizer que a tubulação que está sendo implantada pela construtora Rôgga represente necessariamente um crime ambiental. “Se o sistema está incorreto, ele não entrou em funcionamento ainda, não há como falar em crime ambiental”, destaca nando. “Agora, cabe ao Município fiscalizar, se houve má-fé por parte do governo anterior na liberação, deve ser investigado, e se o sistema tem alguma incorreção, que seja revisto para garantir de um lado o respeito ao meio ambiente, e do outro, a continuidade do investimento”. Na visão do parlamentar, entretanto, o crescimento da construção civil e do mercado imobiliário não podem parar. “Que a Rôgga possa construir mais dez torres desse porte na cidade”, pois gera emprego e divisas, e “que mais 10 construtoras do porte da Rôgga venham para Barra Velha, pois se há o investimento, é porque estão comercializando bem seus apartamentos”. Nando lembrou que o plano de governo da coligação que ele participou em 2016, o “Barra Velha Segura e Feliz”, encabeçado pelos candidatos a prefeito João Régis (PP) e Miraci Montibeller (PMDB), previa o crescimento ordenado da cidade. “O coronel Montibeller está aqui com a gente, nas sessões, e sabe que ao sairmos pedir o voto, nós nos comprometemos com o atendimento às normas do meio ambiente, mas também com o crescimento ordenado da cidade. E eu estou perseguindo isso”, disse Nando. “A construtora é séria, possui investimentos sólidos em toda a região, não veio para enganar ninguém”, acrescentou o vereador. Nando lembrou do crescimento econômico de cidades vizinhas, como Araquari, São João do Itaperiú e Balneário Piçarras. “Barra Velha não pode ficar para trás, mas tem que ser com responsabilidade, pois a cidade todo dia recebe mais gente”. Condomínio horizontal Sobre a questão de regularização do condomínio horizontal proposta pela Prefeitura de Barra Velha, Nando também manifestou apoio ao projeto, mas cobrou maior discussão. Ele preside a Comissão de Urbanismo, que tem como relator Eduardo Peres, o vereador Tainha (PP). Nando lembrou também do pedido de audiência pública para discutir esse projeto, formulado pelo vereador e professor Juliano Bernardes (PMDB), além das emendas sugeridas por Marciel Berlin (PSB). “Temos que resguardar os direitos dos Municípios, tem que haver maior discussão e não pode um projeto chegar na Casa de Leis e o Executivo querer que já vote”, destacou o vereador do PP. Tainha aprovou a fala de Nando. Em apartes, o vereador e médico Jorge Borghetti (DEM) destacou que há que se cumprir a legislação ambiental e sanitária, no caso de haver alguma irregularidade no condomínio em construção. Já Marciel disse que a cidade vive um novo momento de crescimento, mas há Código de Obras e Plano Diretor a serem respeitados. Já Maurício de Simas (PSD) frisou que visitou a área da obra da Rôgga e que o sistema de controle de despejos é correto. Câmara de Vereadores Assessoria de Comunicação Colaborou Michelle Nunes, assessora da SDS Fone (47) 99921.4527 ou 3446.7800, ramal 809


 © Copyright 2005 - 2020  redebv.com