Chineses estão de olho nos portos de Santa Catarina


A missão de prospecção de negócios da Associação das Cidades-Irmãs da China (Cifca), liderada pelo secretário-geral da entidade, Qing Boming, mira principalmente os portos catarinenses. “Vejo grandes possibilidades de negócios com as cidades portuárias”, revelou Boming durante reunião com representantes do Executivo estadual, realizada na tarde desta segunda-feira (5), na sede da secretaria executiva de relações internacionais, no centro administrativo do governo barriga-verde, na capital.

Por outro lado, os representes do estado destacaram a segurança jurídica e a facilidade de acesso aos mercados. “O Pró-emprego e o Prodec são bastante antigos, estão previstos em leis, oferecem estabilidade e confiança a quem adere aos programas”, informou Guilherme Bez Marques, diretor de economia internacional da secretaria, que citou os investimentos da BMW (Alemanha), General Motors (EUA) e Engie (França) realizados no estado.

Bez Marques também argumentou que Santa Catarina oferece acesso aos mercados nacional e dos países do Mercosul. “O estado tem uma localização estratégica em termos de acesso a mercados, em um raio de 2 mil quilômetros atinge 45% dos mercados sul-americanos”, garantiu o diretor.

Já o CEO da InvesteSC, empresa resultante da parceria entre o governo do estado e a Federação das Indústrias (Fiesc), Diógenes Feldhaus, explicou que os investimentos estrangeiros têm o apoio da indústria e do poder público locais. “Isso pode facilitar o acesso a fornecedores, provedores, clientes e à política de estado para dar suporte a vinda desses investimentos”, sustentou Feldhaus. Qing Boming reconheceu que o estado “é diferente” e que dispõe de “uma organização especial”. O dirigente da Cifca elogiou o diálogo já existente entre os dois países e sugeriu a continuidade das conversações. “Isso é muito importante”, afirmou Boming, que pediu informações sobre empresas chinesas que já têm negócios no estado. “A Sinotruck está conversando com o estado e tem um investidor chinês no terminal portuário de São Francisco do Sul, são dois investimentos”, respondeu Marcelo Trevisani, consultor-geral da secretaria executiva.

Intermediação de Kennedy Nunes

As reuniões que a comitiva da Associações das Cidades-Irmãs da China (Cifca) vêm realizando com autoridades estaduais e municipais foram agendadas pelo deputado Kennedy Nunes (PSD), um entusiasta da relação Brasil/China. “Convidei-os para conhecer o nosso estado, Santa Catarina e Henan são consideradas províncias irmãs”, justificou Kennedy, que ressaltou que é a primeira vez que o Legislativo organiza a visita de uma missão internacional ao estado.

Fonte: Vítor Santos - AGÊNCIA AL


 © Copyright 2005 - 2020  redebv.com