Barra Velha será beneficiada com projeto de recuperação de mananciais


O projeto de recuperação de nascentes vai beneficiar 53 propriedades rurais de Barra Velha. Para definir o método de trabalho reuniram-se na sexta-feira, 26, o presidente da Fundema, Leandro Haupt, o gerente da Casan local, Idenézio de Souza, a engenheira florestal da Amvali, Karine Holler, entre outros técnicos.

A Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) dispõe de R$ 2,9 milhões para recuperar rios em áreas de nascentes e matas ciliares, que contribuem para o abastecimento de municípios da Bacia Hidrográfica do Rio Itapocu, no bioma Mata Atlântica.

Para execução do projeto será utilizado o Viveiro Municipal de Corupá, onde serão recebidas, guardadas e cuidadas as mudas adquiridas para posterior plantio nas áreas degradadas.

O principal uso do solo nas áreas de preservação permanente no Vale do Itapocu é a agricultura, em especial a bananicultura e a rizicultura, havendo também povoamento de espécies exóticas (eucaliptos, plantas ornamentais e palmeira-real), outras culturas e também muitas pastagens.

A primeira meta do projeto é a mobilização para seleção dos beneficiários e assinatura do termo de compromisso. Nesta fase serão realizadas palestras e campanhas para a educação ambiental, além de parcerias com entidades representativas como prefeituras e cooperativas. De fevereiro de 2018 a março de 2021 será executada a recuperação das áreas com a compra de mudas, serviço de plantio, roçada e cercamento. Neste período o monitoramento será feito a cada 90 dias com a coleta de dados.


 © Copyright 2005 - 2020  redebv.com