Recomendação de final de ano

Nunca vi na prática alguém fazer isso, mas eu acho que todo mundo mentalmente elabora nos últimos dias do anoo “balanço” da vida. Particularmente, a ideia de demonstrar para si quais foram os planos que não deram certo,direciona em cima daquele espaço-tempo à expectativa dos sonhos, dos planos e dos projetos. Cada um com sua singularidade. Sonhar é campo das ideias. Planejar é campo da estratificação. Projetar é campo do direcionamento. E a vida é campo dos fatos e nos fatos nós erramos e perdemos.

Deixar de lado o que se perdeu, deixar pra trás o que não veio junto com você, deixar...como se os elementos mais importantes para a receita do sucesso fosse apenas um: Afastar o auto boicote‘nosso’ de cada dia. Não adianta fazer promessa ou utilizar de técnicas deautoajudaafinal, não tem ninguém que fiscalize isso, a não ser sua própria consciência.

Concentrar-se na inteligência de que cada um de nós está, todos os dias, produzindo algo para si e para sua comunidade, deve nos elevar a um grau de que somos responsáveis por produzir o melhor, e essa produção é como um pêndulo, que oscila em torno de um ponto fixo e, esse ponto fixo é a sua vida, é a nossa vida. Somos produção criativa da nossa consciência. Sua empresa é isso. Sua família é isso. Seus relacionamentos são isso. E, com brevidade ao sinalagma de “clichê versus final de ano”: seus sonhos permeiam a sua vida – o tal ponto fixo.

Por isso, as experiênciasnegativas eas perdas que diuturnamente todas as pessoas têm devem transcender a trajetória de cada um. Não digo, para que com base nas perdas se faça o balanço da vida, mas com base no que se extrai daquele aprendizado.

Contextualize o que se aprendeu e a partir disso,observe os pontos que precisa ser melhorado em cada aspecto da sua vida e não limite em apenas 365 dias o que muitas vezes desejamos fazer a vida toda, mas faça em cada um dos dias do ano que virá e dos anos que virão a produção do seu melhor.

Essa crônica é apenas uma recomendação para todos aqueles que acreditam que a vida é o desenvolvimento infinito de pequenas coisas que podem se tornar grandes quando não somos indiferentes conosco e com os nossos sonhos.

#BRUNANEVERRAUBER

 © Copyright 2005 - 2020  redebv.com