Construção de Prédios na beira mar de Barra Velha: Com a palavra o Vice Prefeito

Fábio Brugnago revela sua opinião sobre uma possível mudança no Plano Diretor para viabilizar a construção de prédios acima de 4 andares em Barra Velha.

A minha opinião é a seguinte: “Penso que é viável desde que seja racional, pode se definir locais específicos, distâncias da praia, padrões mínimos, uso de captação de água da chuva, usina interna de tratamento de esgoto, no mínimo 03 vagas de garagem a depender do tamanho do apartamento, energia solar e vários outros métodos construtivos de baixo impacto, etc... dá bem menos impacto ambiental do que 40 residências na forma que são construídas hoje..” Isto acima está no face do Calixto, Aliás se não construirmos os prédios com todas as características acima, que terão cerca de 40 apartamentos de alto padrão, daqui a pouco teremos 40 casas para cada prédio não construído poluindo e agredindo a natureza muito mais do que os prédios... 40 casa ocupam muito mais espaço, não são construídas com tecnologia que não agridem a natureza, muitas vezes não seguem o plano diretor e as vezes, serão habitadas por pessoas desprovidas de renda, que muito pouco agregarão em termos de economia ao município.

Impedir condomínios de alto padrão em Barra Velha e continuar a ter um crescimento desenfreado em habitações populares, acho insensato, para aqueles que vão dizer que devemos impedir que Barra Velha vire Balneário Camboríu, também tenho a mesma ideia por isso é que deve se limitar os locais, as características e talvez até a quantidade.

Com relação a distância do mar, por causa do sol, não vejo impedimento algum em construir por exemplo, somente na praia do tabuleiro e na avenida Itajuba, do lado oeste.

Na avenida Itajuba, entre a Praia do Grant e a divisa de piçarras, na parte de cima, a distância do mar é grande e não teria problema com o sol na praia. A praia do tabuleiro tem uma grande extensão, do qual parte poderá não ter construções de prédios (do costão até a Rua Lídia Nogueira) por exemplo.

Aliás, nunca ninguém deixou de ir a Balneário por causa de sombra após as 15 horas... Com relação a distância do mar, de acordo com algumas manifestações, não acredito que por mais bela que seja Barra Velha, alguém queira construir um prédio de alto padrão em bairro afastado da praia.

Seja o que for decidido, terá que passar por audiência pública para alterações no plano diretor, onde as opiniões das mais diversas serão ouvidas.

Não é só a minha opinião que vale, mas sobre este assunto, espero que os argumento sejam válidos, porque não dá para aceitar argumentos falhos, do tipo que os prédios são ‘monstruosidades’ ou que ‘vai acabar com a praia’ ou que o ‘trânsito vai virar um caos’ já que o trânsito vai virar um caos, com ou sem prédios, já que a cidade pode crescer bem ou crescer pequeno, é só escolher, não há alternativa quanto a crescer, vai acontecer...


 © Copyright 2005 - 2020  redebv.com