Porto de Itajaí entre os três melhores portos organizados do Brasil

O prêmio é oferecido com base em pesquisa junto aos usuários dos portos nacionais. O Porto de Itajaí ficou entre os três finalistas do prêmio “Guia Marítimo”, como melhor porto organizado do Brasil no ano de 2012, juntamente com os portos de Santos e Paranaguá. O prêmio é oferecido com base em pesquisa junto aos usuários dos portos nacionais. Santos foi o vencedor na categoria. Além do prêmio “Melhor Porto Organizado”, mais vinte categorias foram premiadas. Como critério de avaliação, o Guia Marítimo contou com a parceria da Datamar, especialista no setor de estatísticas de movimentação de importação e exportação do Brasil. O superintendente do Porto de Itajaí, engenheiro Antonio Ayres dos Santos Júnior, destaca a importância do prêmio, um reconhecimento do mercado aos esforços que o Complexo do Itajaí vem fazendo para garantir sua competitividade. “Para nós é uma honra estarmos entre os três melhores portos do Brasil, principalmente porque foram os usuários que elegeram”, acrescenta Ayres. Confira a lista dos vencedores de cada categoria acessando:http://www.guiamaritimo.com.br/premio21anos/vencedores.php Complexo movimenta 9,1 milhões de toneladas em 2013 O avanço com relação aos nove primeiros meses do ano passado é de 9%. O Complexo Portuário do Itajaí chegou ao final de setembro com um total de 9,1milhões de toneladas movimentadas. O avanço com relação aos nove primeiros meses do ano passado é de 9%. Se analisados os últimos 12 meses – de outubro de 2012 a setembro de 2013 – o volume operado é de 11,98 milhões de toneladas, ante 11,03 milhões registrados entre outubro de 2011 e setembro de 2012. O percentual de crescimento se mantém em 9%. A movimentação de contêineres neste ano somou 799,3 mil TEUs (Twenty-foot Equivalent Unit – unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés), com avanço de 5% em relação ao igual período de 2012. Desse total, se analisado o valor agregado, 52% das cargas são de importação e 48% de exportação. No entanto, se considerado o volume físico, os números se invertem: 52% exportações e 48% importações. “Embora não tenhamos alcançado os volumes esperados, podemos considerar boa a movimentação registrada em setembro – de 953,07 mil toneladas e 82,11 mil TEUs – uma vez que o Complexo ficou inoperante por dez dias no mês, devido a cheiras e forte correnteza no rio Itajaí-Açu”, explica o diretor Executivo, Heder Cassiano Moritz. O diretor diz que o índice de crescimento está dentro do projetado para o Complexo do Itajaí e que a expectativa de movimentação de 1,2 milhões de TEUs no ano não está comprometida. Segundo Moritz, entre os dias 17 e 19 de setembro houve significativa elevação dos níveis dos rios Itajaí-Açu e Itajaí-Mirim, com consequente aumento na correnteza. “Isso provocou a impraticabilidade da barra e a interrupção das manobras de entrada e saída de navios no complexo durante o período de 19 a 28 de setembro”, acrescenta. O superintendente do Porto de Itajaí, engenheiro Antonio Ayres dos Santos Júnior, ficou bastante satisfeito com os resultados do mês, uma vez que as cargas que a movimentação que não ocorreu em setembro será transferida para outubro. Os números foram apresentados na manhã desta sexta-feira, 11, durante reunião do Conselho de Autoridade Portuária (CAP) de Itajaí. Fonte: Assessoria de Imprensa Porto Itajaí

#portoitajaí

 © Copyright 2005 - 2020  redebv.com